domingo, 11 de novembro de 2012

Plantas ornamentais - Meia sombra

Comigo-ninguém-pode

Nome Científico: Dieffenbachia amoena
Nomes Populares: Comigo-ninguém-pode, Difembáquia
Família: Araceae
Categoria: Folhagens
Clima: EquatorialSubtropicalTropical
Origem: América Central
Altura: 0.6 a 0.9 metros0.9 a 1.2 metros
Luminosidade: Luz DifusaMeia Sombra
Ciclo de Vida: Perene
Rodeada de superstições, a comigo-ninguém-pode, é indicada para quem quer afastar o mau-olhado. Diz-se que absorve as energias negativas das pessoas mal intencionadas. Sua folhagem muito ornamental é composta de folhas grandes e brilhantes, com manchas rajadas de branco ou amarelo. Atualmente há diversas novas variedades, com padrões diferentes, sendo desenvolvidas para o mercado consumidor. Se bem adaptada, produz flores discretas e no verão.
Ficam muito bem em vasos em ambientes internos ou em bordaduras e maciços, protegidas por muros e árvores. Deve-se atentar para crianças pequenas e animais domésticos pois é uma planta bastante tóxica. Multiplica-se por estaquia.


Léia rubra

Nome Científico: Leea rubra
Sinonímia: Leea coccinea, Leea polyphylla, Leea brunoninan, Leea linearifolia
Nomes Populares: Léia-rubra, Léia-vermelha
Família: Vitaceae
Categoria: ArbustosArbustos Tropicais,Cercas VivasFolhagens
Clima: EquatorialTropical
Origem: ÁsiaBirmâniaÍndiaMalásia
Altura: 1.2 a 1.8 metros1.8 a 2.4 metros
Luminosidade: Meia SombraSombra
Ciclo de Vida: Perene
A léia-rubra é uma planta arbustiva, de textura semi-lenhosa e folhagem bronzeada muito decorativa. Seu porte é médio, podendo alcançar 2,5 metros de altura e 1,5 metros de diâmetro. A ramagem é roxa, ramificada e esparsa, dando um charmoso aspecto informal ao arbusto. A léia-rubra é uma planta bastante interessante para colorir locais semi-sombreados, como renques junto a muros, ou sob a copa das árvores. Isolada, presta-se como uma excelente folhagem, em vasos, adornando ambientes internos bem iluminados, assim como varandas e sacadas protegidas dos ventos fortes. Pode ser cultivada na sombra, mas torna-se mais suscetível a doenças e pragas. Multiplica-se por sementes, divisão de touceiras e estaquia dos ramos.


Murta de cheiro

Nome Científico: Murraya paniculata
Nomes Populares: Murta-de-cheiro, Dama-da-noite, Jasmim-laranja, Murta, Murta-da-índia, Murta-dos-jardins
Família: Rutaceae
Categoria: ArbustosÁrvoresÁrvores OrnamentaisCercas Vivas
Clima: ContinentalMediterrâneoSubtropical,Tropical
Origem: ÁsiaÍndiaMalásia
Altura: 4.7 a 6.0 metros6.0 a 9.0 metros
Luminosidade: Meia SombraSol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
A murta-de-cheiro é sensível a cochonilhas, pulgões, nematódios, mosca-branca e clorose férrica. Além disso é hospedeira do psilídeo Diaphorina citri, transmissor do Greening dos Citros (doença causada pela bactéria Candidatus Liberibacter americanus). Esta doença causa sérios prejuízos econômicos à citricultura, motivo que levou algumas cidades a realizarem programas de erradicação da murta-de-cheiro do paisagismo urbano e rural. Devido a facilidade de propagação pode tornar-se invasiva.
Podas de formação e desfolhamento na primavera estimulam a renovação da folhagem e adensamento da planta. Aprecia o clima tropical, subtropical e mediterrâneo, tolerando o frio moderado, sem no entanto tolerar geadas fortes. Adubações semestrais e suplementação com quelatos de ferro ajudam a prevenir a clorose férrica e fortificam a planta. Multiplica-se por sementes e por estaquia dos ramos semi-lenhosos.


Pleomele

Nome Científico: Dracaena reflexa
Nomes Populares: Pleomele, Dracena-malaia, Pau-d'água
Família: Ruscaceae
Categoria: ArbustosArbustos Tropicais,Cercas Vivas
Clima: EquatorialSubtropicalTropical
Origem: ÁfricaIlhas Mascarenhas,Madagascar
Altura: 1.8 a 2.4 metros2.4 a 3.0 metros
Luminosidade: Luz DifusaMeia SombraSol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
A pleomele é uma planta tropical muito vistosa e de crescimento moderado. No jardim ela pode ser plantada isolada, em grupos ou em renques. Elas são rústicas e quando podadas corretamente podem formar ótimas cercas vivas. Envasadas, elas podem ser utilizadas em ambientes internos, onde são muito apreciadas na decoração por sua beleza e tolerância às condições de baixa luminosidade. No entanto, esta tolerância deve ser sempre testada e é sabido que as pleomeles não variegadas são um pouco mais resistentes que as formas variegadas. Na dúvida o crescimento da planta deve ser monitorado, pois caso ela comece a perder as folhas e estiolar (crescer muito rápido em altura) é sinal de que está faltando luz.
A pleomele é uma das plantas recomendadas para purificação do ar em interiores, de acordo com a Plants for Clean Air Council (PCAC), organização que resultou de um projeto de pesquisa originalmente conduzido pela NASA em conjunto com a Associação de Empreiteiros de Paisagismos dos Estados Unidos. A pleomele é considerada eficiente na remoção de compostos tóxicos do ar como formaldeído, benzeno, tolueno, xileno e tricloroetileno.
A pleomele é tipicamente tropical, apreciando o calor e a umidade. Apesar de crescerem sob sol pleno em regiões subtropicais, elas preferem condições de luz filtrada ou meia-sombra, principalmente quando cultivadas em regiões mais quentes e ensolaradas. Ela deve ser fertilizada quinzenalmente durante a primavera e verão. É sensível ao frio intenso, a geadas e a salinidade de regiões litorâneas; e tolerante a curtos períodos de estiagem. Quando mudada bruscamente de ambiente, ela pode se ressentir, perdendo parte das folhas. Multiplica-se facilmente por estaquia de ramos lenhosos, semi-lenhosos e ponteiros.


Cróton

Nome Científico: Codiaeum variegatum
Nomes Populares: Cróton, Folha-imperial, Louro-variegado
Família: Euphorbiaceae
Categoria: ArbustosArbustos Tropicais
Clima: EquatorialSubtropicalTropical
Origem: Ásia
Altura: 0.9 a 1.2 metros1.2 a 1.8 metros1.8 a 2.4 metros2.4 a 3.0 metros
Luminosidade: Meia SombraSol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
O cróton é uma planta arbustiva de folhagem muito exuberante. Ele apresenta caule de textura semi-lenhosa a lenhosa e seiva leitosa tóxica.
As manchas coloridas podem ser simplesmente pintalgadas, ou cobrirem as bordas, o centro e as nervuras das folhas. O porte do cróton pode alcançar 2-3 metros de altura. As flores têm pouca importância ornamental.
Os crótons se prestam para utilização como planta isolada, ganhando grande destaque, ou na forma de cercas-vivas, que devem ter um aspecto natural, sem podas geométricas. Em composições com outras plantas também é excelente devido ao belo contraste que sua folhagem proporciona. Pode ser cultivada em interiores, desde que receba muita luz e umidade, não se adaptando ao ar-condicionado.
Devem ser cultivados sob sol pleno ou sombra-parcial em solo fértil, leve e enriquecido com matéria orgânica, com regas regulares. Tipicamente tropical, o cróton não é tolerante ao frio e às geadas. Multiplica-se por estaquia e alporquia. Utilize sempre luvas para manipular esta planta, pois sua seiva pode provocar irritações na pele.


Lírio-da-paz

Nome Científico: Spathiphyllum wallisii
Nomes Populares: Lírio-da-paz, Bandeira-branca, Espatifilo
Família: Araceae
Categoria: Flores PerenesForrações à Meia Sombra
Clima: EquatorialSubtropicalTropical
Origem: América do SulColômbiaVenezuela
Altura: 0.4 a 0.6 metros
Luminosidade: Luz DifusaMeia Sombra
Ciclo de Vida: Perene
Deve ser cultivada sempre à meia sombra, em substrato rico em matéria orgânica, com boa drenagem. Adubações anuais e regas frequentes garantem o visual do lírio-da-paz. Não tolera o frio. Multiplica-se por divisão das touceiras.
Planta tóxica.


Ráfis

Nome Científico: Rhapis excelsa
Nomes Populares: Palmeira-rápis, Jupati, Palmeira-dama, Palmeira-ráfia, Ráfis, Rápis
Família: Arecaceae
Categoria: ArbustosCercas VivasPalmeiras
Clima: EquatorialSubtropicalTropical
Origem: ÁsiaChina
Altura: 1.2 a 1.8 metros1.8 a 2.4 metros2.4 a 3.0 metros
Luminosidade: Luz DifusaMeia Sombra
Ciclo de Vida: Perene
A palmeira-rápis aprecia a umidade, mas não tolera o encharcamento. Regas regulares em substratos muito bem drenados são ideais para o seu cultivo em climas quentes. Leves adubações anuais são o suficiente para plantas cultivadas em ambientes internos. Não tolera geadas, ambientes muito secos ou com ar condicionado por tempo prolongado. Aprecia o clima ameno. Multiplica-se por sementes e divisão das touceiras.


Chifre-de-veado

Nome Científico: Platycerium bifurcatum
Nomes Populares: Chifre-de-veado, Samambaia-chifre-de-veado
Família: Polypodiaceae
Categoria: Folhagens
Clima: EquatorialOceânicoSubtropical,Tropical
Origem: AustráliaIlhas da SondaNova CaledôniaNova GuinéOceania
Altura: 0.4 a 0.6 metros
Luminosidade: Luz DifusaMeia Sombra
Ciclo de Vida: Perene
O chifre-de-veado é uma planta epífita, da família das samambaias, com dois tipos distintos de folhas:
  • Folhas da base: Folhas arredondadas que nascem verdes mas que com o tempo tornam-se amarronzadas, de fina espessura e que se aderem ao substrato.
  • Folhas normais: Folhas mais espessas e firmes, ficam muito grandes e se bifurcam como os chifres dos veados.

Planta muito ornamental, deve ser cultivada em substratos para epífitas, à meia-sombra e com muita umidade. Bastante rústica e tolerante ao frio. No paisagismo presta-se para uso isolado ou em composição com outras epífitas, em muros ou árvores. Deve ser plantada preferencialmente na vertical. Multiplica-se pela separação das mudas que se formam próximo à planta mãe.



Orquídea-bambu

Nome Científico: Arundina graminifolia
Nomes Populares: Orquídea-bambu, Arundina
Família: Orchidaceae
Categoria: Flores PerenesOrquídeas
Clima: EquatorialSubtropicalTropical
Origem: ÁsiaBirmânia
Altura: 0.9 a 1.2 metros1.2 a 1.8 metros1.8 a 2.4 metros
Luminosidade: Meia SombraSol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Orquídea terrestre bastante rústica, a arundina, como também é chamada, se encaixa perfeitamente no estilo dos jardins tropicais e contemporâneos. Apresenta caule juncoso, formando grandes massas que crescem até uma altura de 2 m. 
A orquídea-bambu pode ser utilizada como bordadura, renques, ou isolada no jardim, assim como em vasos e jardineiras, sozinha ou compondo com outras plantas.
Floresce mais intensamente em regiões de clima tropical e equatorial. Não tolera geadas. Multiplica-se pela divisão das touceiras ou por estacas-ponteiro obtidas das brotações laterais das hastes.


Bromélia-imperial

 Nome Científico: Alcantarea imperialis
Nomes Populares: Bromélia-imperial, Bromélia-gigante
Família: Bromeliaceae
Categoria: Bromélias
Clima: EquatorialOceânicoSubtropicalTropical
Origem: América do SulBrasil
Altura: 0.9 a 1.2 metros
Luminosidade: Meia SombraSol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
De crescimento moderado, ela pode levar 10 anos para atingir o porte adulto e florescer. Sua inflorescência é do tipo espiga e pode medir 3,5 metros de altura. Ela apresenta brácteas de cor avermelhada e flores delicadas, com estames longos, e cor branco-creme ou amarelas, muito atrativas para abelhas e beija-flores.
Esta planta espetacular é cada vez mais popular no paisagismo tropical e contemporâneo. Sua forma escultural, seu porte e cores vibrantes a tornam um elemento de impacto no jardim, seja utilizada isolada ou em grupos. Sua beleza tropical se destaca entre as rochas e em conjunto com outras espécies de bromélias. Também pode ser plantada em vasos.
Planta tipicamente tropical, a bromélia-imperial aprecia a umidade e o calor, mas, por ser originária de regiões serranas do Rio de Janeiro, é capaz de tolerar geadas leves. É uma planta rústica, resistente ao vento e à maioria das pragas e doenças. Multiplica-se por sementes e por separação das mudas formadas entorno da planta mãe.

2 comentários:

  1. Olá, Parabéns pelos artigos, eles tornaram o Blog excelente!!!
    Somos da Gramas Pardim uma empresa que produz, comercializa e aplica Grama Natural de altíssima qualidade nos mais diversos segmentos e regiões do Brasil.
    Visite nosso site e confira os Tipos de Grama que trabalhamos:
    Grama Esmeralda
    Grama Bermudas
    Grama São Carlos
    Grama Batatais
    Grama Santo Agostinho
    Grama Coreana

    Fornecemos para todo o Brasil, solicite-nos um orçamento para sua cidade e obtenha o melhor Preço de Grama do mercado, entre tantos municípios distribuímos:
    Grama em São Paulo SP
    Grama em Campinas SP
    Grama em Guarulhos SP
    Grama em Ribeirão Preto SP
    Grama em Belo Horizonte MG
    Grama em Rio de Janeiro RJ
    Confira !!!

    ResponderExcluir
  2. The Wynn Casino Hotel, Las Vegas - Boyd Gaming
    The Wynn Hotel Las 마이크로 게이밍 Vegas is 슬롯가입쿠폰 located 포커 디펜스 in the heart of the famous Las 벳인포해외배당흐름 Vegas Strip, just 30 minutes' drive from 인생도박 the Fremont Street Experience.

    ResponderExcluir